sábado, 2 de julho de 2011

O 5º BEATLE

Primeiro lugar, primeiro da fila, primeiro encontro, a primeira vez... parece-me que o primeiro tem significado especial e único em tudo que se faz, se fala, se quer, se pretende... nunca ouvi alguém dizer que gostaria de ser o segundo, ou o terceiro, quem sabe o quinto em qualquer atividade, competição ou numa fila de espera. Ninguém gosta de ser preterido, esquecido, deixado de lado, esperar... todos querem chegar primeiro e abominam quem chega por último.

Admitir ser o outro, ficar para depois, aguardar uma possibilidade é sinônimo de incompetência, baixa estima, fraqueza... um desanimado!

O lugar que todos almejam é o primeiro e o lugar de cada um ninguém conhece.

Quando alguém fica no seu próprio lugar, que não seja o primeiro, é um contentado. 

Ainda não observei sequer um elogio àquele que assume ser o auxiliar, o segundo plano, o reserva, o quebra galho, o substituto.

Na verdade, quando aparece uma observação, sempre está eivada de sátira: "por trás de um grande homem existe uma grande mulher!"

Por que não se da o valor devido às partes que compõem o todo?

Idealizamos uma sociedade utópica e perfeita e criamos um aglomerado de seres (des)humanos que esqueceram que a praia nunca estará completa se faltar um único grão de areia.

Pois, de minha parte, eu queria ser o 5º Beatle! Mas, meu lugar é onde estou. Mesmo não sendo um Beatle, e ainda que minha alma tenha sempre querido ser. Mas é aqui o meu lugar!

* Homenagem ao 5º Beatle, George Martin, que completou 85 anos no dia 03 de junho.

3 comentários:

BIA disse...

Oi Prof. Irapuan!!!

Belo e inspirador post!! Um ótimo fim de semana!!!
Bjus
Bia :)

Priscila Mondschein disse...

As pessoas dão importância demais a números, às vezes o significado daquela batalha ganha é muito mais importante que o número no pódio, não acha?

Beijo, tenha uma ótima semana!!!

Astrid Annabelle disse...

Estive por aqui lendo seus posts.
Gostei muito.
Beijo grande
Astrid Annabelle