domingo, 6 de fevereiro de 2011

COTURNO NOTURNO, o Blog do Coronel.

O texto abaixo eu escrevi no Blog Coturno Noturno; quem sabe, se cada um de nós olharmos à nossa volta consiga-se resolver efetivamente alguma coisa.

"Bem Coronel, sobre democracia vc tem razão: não existe! tanto do lado dos petralhas quanto do lado oposto. E mesmo a democracia tão alarmada pelo mundo, não existe. Haja vista a tal de democracia norte-americana que elegeu Bush em detrimento do mais votado, Allan Gore. No Brasil, embora o disfarce, pois elegemos o mais votado do 2º turno, o que impera é a ditadura dessa pequena maioria. Assim o Brasil engoliu por 8 anos tanto FHC quanto seu amigüinho de panfletagem em porta de fábrica, o Luís Inácio. Sim, pois para os esquecidos, Lula e FHC panfletaram juntos e são farinha do mesmo saco. Então, caríssimo Coronel, a tal de democracia que tanto falam, nada mais é do que um pacote cheio de ilusões aos neófitos e com objetivo claríssimo para seus mentores. Existem coisas sérias para se fazer pelo nosso País e eu acredito que o caríssimo Coronel (sendo ou não, mesmo que da reserva)poderá contribuir mais efetivamente mostrando aos seus milhões de leitores (e por isso já integrante da chamada "grande" imprensa) as mazelas existentes no país; não só a dos petralhas e do Aécio mas também àquelas que saltitam aos nossos olhos, cometidas tanto pelos políticos (em geral) como pelo cidadão comum (que tanto pede democracia e direitos e comete absurdos na sua ação cotidiana). Basta para isso, Coronel, olhar a sua volta, na bela e encantada ilha da magia, palco seguro para ser em futuro próximo a cópia xerografada da favela da rocinha. Quero contribuir com o Brasil Coronel, como vc e seus leitores o querem, mas sei que para que isso seja efetivado necessitamos de muitos brasileiros ao nosso lado; não para fazer palhaçadas como a fundação de partidos políticos ou assemelhados, mas para possibilitar que a razão e a consciência aflorem naqueles que têm possibilidade disso e, nos demais, de acôrdo com o que já decide a própria natureza animal: aos racionais, o direito de escolher a racionalidade ou, então, permanecerem como são: animais."

Um comentário:

Laura Carvalho e Silva disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.