quinta-feira, 24 de novembro de 2011

ANJO DA GUARDA

Sócrates, o filósofo, costumava dizer que antes de qualquer decisão consultava seu "daymon"; ou seja, uma vóz interior que lhe alertava sobre a melhor atitude a tomar em qualquer decisão de sua vida.

Que seria esse "daymon" socrático? Uma alucinação de Sócrates? O resultado da sua constante tagarelice ecoando em seus ouvidos? Ou Sócrates já estaria caducando?

O "daymon", a vóz interior que Sócrates ouvia, nada mais era do que o seu Anjo da Guarda e que qualquer um de nós, se quiser, poderá consultar para saber a  melhor decisão a ser tomada.

Acreditem ou não, todos temos um Anjo da Guarda que zela por nós e, com um pouquinho de concentração e fé, poderemos conversar com esse Anjo possibilitando assim, através desse diálogo, resultados mais adequados para nossas ações.

Os padres "quevedos" da vida talvez me censurem por ser tão simples em minha explanação, mas querem coisa mais simples do que ter fé e conversar com seu Anjo da Guarda? 

Não existe complicação alguma em acreditar no que está além da física; nada de loucura em crer naquilo que não se vê com os olhos biológicos que, por sinal, foi Deus que nos deu. 

Acreditar no meu Anjo da Guarda é reforçar minha fé na existência Divina "Pois, a seus Anjos Deus dará um encargo especial quanto a ti; que te guardem em todos os teus caminhos" (salmos 91:11).

Embora nosso Anjo sempre esteja conosco, a intimidade da conversa somente se ralizará se a permitirmos.

Permita-se conversar com seu Anjo, para que sua atitudes, decisões, dúvidas, enfim, sua vida, melhore cada vez mais.

Seu Anjo é Divino, assim como você.

7 comentários:

Marinha disse...

Prof Irapuan, gostei muito da provocação e de sua maneira simples e "aconchegante" de tecer o pensamento!
Acredito que todos tenhamos um anjo-da-guarda. Aliás, dentro de cada um há o divino, basta que estejamos abertos para interagirmos com nosso interior. Infelizmente, estamos muito apegados à matéria e isso dificulta que nossa conexão com o que há de mais puro dentro de nós mesmos.
Agradeço as palavras lá em minha casa virtual! Volte sempre!
Bjo e paz e sorrisos.

BIA disse...

Oi Professor!!!

Um belo post!!!! Adorei seu ponto de vista sobre este assunto, muito sábio.Meu anjo da guarda esta sempre comigo!!!
Tenha um bom dia!!!
Bjs
Bia :)

Zil disse...

Prof Irapuan,eu achei perfeito seu texto...

a verdade mora na simplicidade....

eu acredito em anjos de guarda...e falo muito com "eles"...

obrigada pelo carinho de sempre...

fique com meu carinho...sempre...

Zil

Astrid Annabelle disse...

Olá Ira!
Bom eu converso direto com o meu Anjo da Guarda...posso afirmar que está presente constantemente. E o diálogo acontece através do coração...pelo sentir!
Quando atuamos com a nossa multidimensionalidade isto deixa de ser estranho... e todo Mestre em Reiki torna-se capaz de tal proeza.
Belo texto.
Beijos
Astrid Annabelle

blog da Paraguassu disse...

Olá Professor Irapuan,
Lindo texto! Se todos nós ouvíssemos as palavras de nosso Anjo da Guarda, seríamos bem diferentes do que somos.
É na intimidade da prece, no silêncio
da mente e na entrega a Deus, que ele se manifesta e escuta nossos pedidos e agradecimentos. Com o meu, eu converso diariamente e não há hora exclusiva para tal. E creio com profunda fé, que ele existe e que foi-me dado como guardião, no momento de minha reencarnação e ficará comigo
até quando chegar o momento da partida derradeira.
Adorei o post.
Um grande beijo, meu querido amigo.
Maria Paraguassu.

Néia Lambert disse...

Bem lembrado prof.Irapuan, às vezes, até nos esquecemos que temos um anjo ao nosso lado. Vou falar com ele agora mesmo!

Um abraço.

Mery disse...

Acredito nesse anjos* *
Com certeza temos que saber "conversar e ouvi-los", em meditação, quando estamos em silêncio...penso que é preciso crer, senão...
Bem, podem até dizer que é loucura, mas é coisa* divina;
...um grande beijo, amei ler "Anjo da Guarda", fortaleceu minha fé*, Mery*