sexta-feira, 5 de outubro de 2012

É HORA DE AMAR!

Muitas vezes temos ao nosso lado verdadeiros companheiros; pessoas que nos devotam amor incondicional; fazem parte de nossa vida por escolha e nos dedicam uma fidelidade que vai além do senso comum. São homens ou mulheres, maridos ou esposas, que têm uma dedicação especial pelo Outro que vai além da paixão, porque essa o próprio tempo se encarrega de arrefecer e, as paixões, sempre são efêmeras e volúveis. 

A convivência, associada aos inúmeros afazeres do cotidiano, transforma o Outro, muitas vezes, apenas em mero cônjuge. 
Esquecemo-nos, ou não nos damos conta, do valor inestimável de não se estar sozinho; de se ter alguém para caminhar junto. Não percebemos a gratuidade espontânea do amor doado inconscientemente, sem pedido de troca. Nos deixamos conduzir por um turbilhão de acontecimentos sociais que ofuscam nossos sentidos tornando o sentimento, a ternura, o carinho apenas em atos sem importância, talvez até desnecessários face a maturidade ou a extensão do tempo de convívio.

É assim mesmo que se vive! 

Massacrados pelo cotidiano; calados pelos afazeres pragmáticos; surdos pela parafernália de necessidades impostas pela sociedade; mercantilizados pelo Ter; robotizados pela mesmisse do dia-a-dia funcional.

A única coisa que essa reflexão aponta como uma luz que ainda brilha no final desse túnel de imposições sociais é que "muitas vezes temos ao nosso lado verdadeiros companheiros". Àquele ou àquela que caminha junto, sem reclamar da distância ou dos atalhos da estrada existencial que optamos por seguir. 

Olhe ao seu lado; contemple seu par; perceba-o e sinta seu perfume, o cheiro da existência humana. Deixe fluir do seu âmago o carinho aprisionado pelo esquecimento, pela falta de tempo ou pelo desleixo. Faça transbordar toda emoção e ternura que estava acumulada no fundo da alma, escondida e amordaçada pela falta de atenção. Transforme tudo em doação ao Outro; à quem sempre esteve ao lado, pois o trânsito existencial é efêmero e não há tempo de sobra. Nenhum sentimento deve ser protelado.

É hora de dar sem nada pedir; entregar-se como recompensa por tudo que recebeu. 

É hora de amar incondicionalmente!

Laissez votre amour!

3 comentários:

Priscila Mondschein disse...

Tá ai uma reflexão que, infelizmente, eu vejo muito raramente sendo praticada! A simples contemplação ao amor que se tem ao seu lado!!! :)

Abraços!

Mônica Bif disse...

Nossa que texto lindo! Realmente é maravilhoso ter alguém para se amar incondicionalmente, infelizmente nos dias de hj está cada vez mais difícil fazer esta escolha, pois as pessoas estão cada vez mais frias e egoístas e pouco de dedicam umas as outras, pouco se preocupam em construir juntos, em amar sem esperar nada em troca. Prova disso são os inúmeros casamentos que acabam da noite para o dia, infelizmente, não investem num relacionamento de verdade, pior nem sabem o que é isso! Enquanto aqueles que esperam, ainda sonham com isso, colocar suas expectativas em Deus somente, pq é realmente um milagre encontrar um companheiro assim pra vida toda. Fica na paz professor!!!!

Astrid Annabelle disse...

O seu texto Ira está mesmo bonito.
Exala uma ternura enorme...
É hora de amar incondicionalmente sim...
Beijos
Astrid Annabelle