quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

OS MAIS BELOS NÚS FEMININOS!

Publiquei algumas vezes artigos especificamente sobre a mulher. Sempre afirmei que entre homem e mulher só existe a saudável diferença biológica, que inclui a estética, o resto é mito! Questões como discriminação e outras oriúndas de ramos paralelos são difundidas meramente por interesses comuns; muitas vezes por conveniência de um ou de outro. Há muito tempo que o mito da gravidez acabou; mulheres ficam grávidas sem a participação direta do homem e esta questão é de direito e decisão exclusiva delas; o homem é um mero espectador. As leis que protegem especificamente as mulheres já são interpretadas e validadas para ambos os casos, quando se trata de agressões físicas, como a Lei Maria da Penha. Aplicada para defender a mulher mas, se for o caso, para o homem também. Enfim, somos humanos e, como tal, não existem diferenças; a sociedade, ou seja, nós mesmos, é que nos impingiu mitos e tabús.

Quando o homem "usa" a mulher é por consentimento exclusivo dela, assim como a mulher, quando manipula o homem, não podemos dizer que o mesmo não sabia que isso estava acontecendo. Ambos têm claro suas responsabilidades e seus limites nas relações interpessoais.

Talvez por ter muito bem clara essas questões é que sempre tenho defendido as mulheres quando são "usadas", mesmo que saibam que o são. Entretanto também tenho sido um crítico ferrenho quando as mulheres aproveitam-se de situações para tirar proveito próprio, em detrimento do homem; como é o caso da guarda de filhos, pensão alimentícia e coisas afins.

Acabou a era da virgindade! O homem não faz "mal" a mulher, transa mesmo! E isso é um bem, para ambos.

Mulheres são musicistas, graças a Chiquinha Gonzaga; Juízas togadas; Empresárias; Caminhoneiras; Serventes de obra e Mestra de Obras. Engenheiras; Mecânicas; Presidentes da República e, uma, presidenta!

Enfim, tudo que o homem faz profissionalmente, a mulher o faz com a mesma capacidade.

Mas tem uma coisa que ainda é mito, embora o homem também faça. Ficar nú!

Quando a mulher fica núa, sempre tem um apelo; invariavelmente o sexual. E elas sabem muito bem disso! E usam; abusam! E, se lambuzam! De tanta exposição se vulgarizam, se perdem no viés da libertinagem que, enfim, toda a humanidade já está nela perdida.

Publiquei, em um dos meus últimos artigos uma crítica aos concursos de miss bumbum e afins. Muitos leitores tiveram a mesma perspectiva de análise que eu tive. Entretanto, alguns, mais preguiçosos na arte da leitura e, talvez, já com anorexia literária, não conseguiram compreender o teor daquela crítica; mas criticar não significa ser moralista.

Nada disso!

Quando critiquei o nú, critiquei a forma de exposição vulgar da mulher e o sedentarismo lascívo dos homens que como lobos famintos babam-se com olhos espugalhados às bundas siliconadas que desfilam trejeitadas como animais no cio em passarelas duvidosas. 

Creiam-me, eu gosto do nú feminino. E como gosto! Entretanto sou contrário ao uso do corpo humano como se objeto fosse.

O nú clássico, sedutor, sem apelos vulgares, é belo! Os desfiles dos concursos de "misses" podem ser lindos; sem necessidade de trejeitos, contorcionismos e malabarismos que mais parecem animais invertebrados em acasalamento.

E o belo, necessariamento tem que ser àquele que a natureza nos brindou. Belo não tem idade! E em se tratando de nú feminino, eis alguns nús de mulheres de todos os tempos. 

Em todas encontram-se beleza sem vulgaridade.

Afrodite (em grego antigo: Ἀφροδίτ, transl. Aphrodítē) é a deusa do amor, da beleza e da sexualidade na mitologia grega. Sua equivalente romana é a deusa Vênus. Historicamente, seu culto na Grécia Antiga foi importado, ou ao menos influenciado, pelo culto de Astarte, na Fenícia.
De acordo com a Teogonia, de Hesíodo, ela nasceu quando Cronos cortou os órgãos genitais de Urano e arremessou-os ao mar; da espuma (aphros) surgida ergueu-se Afrodite.

Por sua beleza, os outros deuses temiam que o ciúme pusesse um fim à paz que reinava entre eles, dando início a uma guerra; por este motivo Zeus a casou com Hefesto, que não era visto como uma ameaça. Afrodite teve diversos amantes, tanto deuses como Ares quanto mortais como Anquises. A deusa também foi de importância crucial para a lenda de Eros e Psiquê, e foi descrita, em relatos posteriores de seu mito, tanto como amante de Adônis quanto sua mãe adotiva. Diversos outros personagens da mitologia grega foram descritos como seus filhos.
Afrodite recebe os nomes de Citere ou Citereia (Cytherea) e Cípria (Cypris) por dois locais onde seu culto era célebre na Antiguidade, Citera e Chipre - ambos os quais alegavam ser o local do seu nascimento. 
  
Índia Arara: Considerados extintos por volta da década de 1940, quando escasseiam notícias sobre sua movimentação pela região, os índios conhecidos por "Arara" no vale do médio Xingu voltaram à cena com a construção da rodovia Transamazônica, no início dos anos de 1970. O trecho que hoje liga as cidades de Altamira a Itaituba, no Estado do Pará, passou a poucos quilômetros de uma das grandes aldeias onde vários subgrupos Arara se reuniam no período de estiagem. A estrada cortou plantações, trilhas e acampamentos de caça tradicionalmente utilizados pelos índios. O que antes já era um povo pequeno foi apartado pela "estrada da integração nacional": seu leito principal, suas vicinais, seus travessões, suas picadas e clareiras acessórias formaram barreiras, impedindo o trânsito dos índios pelas matas e impondo limites à tradicional interação entre os subgrupos que, vivendo dispersos pelo território, articulavam-se numa rede intercomunitária coesa.



Brigit Montfort: Povoou o imaginário dos leitores de Pocket Book e o desejo de muitos adolescentes dos anos 60 e 70. 

O que você faria se qualquer dia desses, num encontro casual, encontrasse uma morena de olhos azuis, pele dourada, cabelos negros e comprido; um corpo escultural e com aperência de vinte e poucos anos?  

Pois, essa beldade foi a personagem de um livro de bolso, da coleção ZZ7, edição da Monterrey, que mais encantou os leitores daquela época, mexendo com o imaginário de seus fãs. 

A estonteante Brigit Montfort, agente secreta da CIA, que atendia pelo codinome "Baby" foi criada pelo escritor espanhol Antonio Vera Ramirez que assinava com o pseudônimo de Lou Carrigan.



Luz del Fuego: Nome artístico de Dora Vivacqua, que nasceu em Cachoeiro do Itapemirim no dia 21 de fevereiro de 1917 e faleceu no Rio de Janeiro em 19 de julho de 1967.
Foi bailarina, conhecida como a "Luz Divina", quando atuou no circo "Pavilhão Azul". Posteriormente mudou seu nome para "Luz del Fuego".
Estudou na Europa e quando voltou revolucionou os costumes da época ao se apresentar seminua, com duas cobras Jiboias enroladasem seu corpo.
Foi adepta da alimentação vegetariana e do nudismo. Não fumava e não ingeria bebidas alcóolicas. Fundou o primeiro clube naturista do Brasil na Ilha Tapuama de Dentro, rebatizada como "Ilha do Sol".


Brigitte Bardot: Brigitte Anne-Marie Bardot nasceu em Paris no dia 28 de setembro de 1934; foi atriz, cantora, modelo e símbolo sexual dos anos 50 e 60, conhecida pelas iniciais BB.
Tornou-se ativista dos direitos dos animais após se retirar do mundo artístico, se afastando da vida pública.
Ícone de popularidade na década de 60 foi eleita pela revista TIME um dos cem nomes mais influentes da história da moda.
Mesmo sem nunca ter ganho grandes prêmios de cinema, Brigitte Bardot causava histeria na imprensa mundial, era uma das poucas atrizes não americanas que recebiam grande atenção da imprensa dos Estados Unidos naquela época.

Leila Diniz: Leila Roque Diniz nasceu no dia 25 de março de 1945, em Niterói, Rio de Janeiro, onde passou a maior parte de sua vida. Faleceu em um desastre de avião, no dia 14 de julho de 1972, aos 27 anos, quando voltava de uma viagem. Formada professora, trabalhou em um jardim de infância e, aos 17 anos, conheceu o cineasta Domingos Oliveira, com quem se casou. Depois de terminar o relacionamento, que durou três anos, passou a trabalhar como atriz, primeiro no teatro e, a seguir, na televisão e no cinema. Casou-se também com o diretor de cinema Ruy Guerra, com quem teve uma filha.
Leila participou de 14 filmes, 12 telenovelas e várias peças teatrais. Na Austrália, ganhou o prêmio de melhor atriz com o filme Mãos vazias.



Simone de Beauvoir: Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, mais conhecida como Simone de Beauvoir (Paris, 9 de janeiro de 1908 - Paris, 14 de abril de 1986), foi escritora, filósofa existencialista e feminista francesa.
Escreveu romances, monografias sobre filosofia, política, sociedade, ensaios, biografias e uma autobiografia.
Esta foto, de 1952, é famosíssima, foi realizada pelo fotógrafo norte-americano Art Shay, em Chicago, durante uma estadia da libertária escritora na cidade. Uma foto roubada, mas posteriormente autorizada, enquanto a escritora estava ao toucador.
 "Nenhuma educação pode impedir a menina de tomar consciência de seu corpo e de sonhar com seu destino; quando muito pode impor-lhe estritos recalques que pesarão mais tarde sobre toda a sua vida sexual" (Simone de Beauvoir).



Marilyn Monroe, nome artístico de Norma Jeane Mortenson (Los Angeles, 1º de junho de 1926 - Los Angeles, 5 de agosto de 1962) foi uma das célebres atrizes norte-americanas e uma das mais famosas estrelas de cinema de todos os tempos, um símbolo de sensualidade e um ícone de popularidade no século XX.
Acredita-se que tenha tido um relacionamento com o Presidente John Kennedy.


Elizabeth Taylor: Elizabeth Rosemond Taylor, conhecida mundialmente como Liz Taylor (Londres, 27 de fevereiro de 1932 - Los Angeles, 23 de março de 2011) foi uma premiada atriz norte-americana nascida na Inglaterra.

Liz foi grande amiga e conselheira de Mike Jackson, estando ao lado daquelo astro nos momentos mais difíceis da vida do cantor, quando foi acusado de abusar de menores; também estava ao lado do ídolo pop no final da sua vida e amparado seus filhos quando da tragédia que o vitimou.





Tara Lyn: A top plus-size Tara Lynn foi capa da revista Elle estrelando um editorial de mais de 20 páginas, ostentando seu exuberante manequim 48.


Com fotos de David Oldham, o ensaio causou polêmica, já que as curvas generosas de Tara foram vistas em uma imagem da modelo nua. Cheia de estilo, a modelo plus-size aparece nas páginas da Elle usando peças de grifes como Chanel, Chloé, Hermès e Tommy Hilfiger, entre outras. 



Yoko Ono: (オノ・ヨーコ(小野 洋子) A vanguardista japonesa que conquistou o coração de John Lennon foi acusada durante muito tempo de ter sido a responsável pela separação dos Beatles; recentemente Paul McCartney desmentiu a história amenizando a furia dos fãs, amordaçada durante todos esses anos, o que, de certa forma, já tinha sido feito também por George Harrison em 1996.
Nascida em Tóquio, em 18 de fevereiro de 1933, Yoko é cantora, cineasta e artísta plástica de vanguarda; viúva de John tem um filho com o cantor, Sean Lennon e uma filha, Kyoko Chan Cox, do seu primeiro relacionamento.
Atualmente vive em Nova Iorque. Suas obras, tanto musicais quanto plásticas e conceituais, são caracterizadas pela provocação, introspecção e pacifismo.
Nascida numa família rica, Yoko Ono teve oportunidade durante a infância de estudar em Gakushin, uma das mais exclusivas escolas do Japão. Durante este período estudou também piano clássico e canto.



Ann Duhan: Ann Duhan Soetero; outra mulher fora do seu tempo. Mãe do Presidente dos Estados Unidos, Barack Hussen Obama, criou o filho com rigor mas com muito carinho. 

PhD em Antropologia, escreveu uma tese de mais de mil páginas, publicada postumamente.

Existem controvérsias a respeito de Ann Duhan e a mais questionada é sobre atividades ligadas com a CIA, quando Obama ainda era menino.

Morreu de cancer no ovário em 1995.





Carla Bruni: Carla Bruni-Sarkozi nasceu em Turim, no dia 23 de dezembro de 1967 e foi registrada Carla Gilberta Bruni Tedeschi.

Ex-modelo, cantora e compositora franco-italiana. 

Casada com o 23º presidente da França, Nicolas Sarkozi, foi primeira dama do país entre 2008 e 2012.



Dercy Gonçalves: a brasileira que dispensa comentários pois todos a conhecem. Viveu mais de 100 anos.


Dolores Gonçalves Costa, mais conhecida como Dercy Gonçalves, foi uma atriz, humorista e cantora brasileira, oriunda do teatro de revista, notória por suas participações na produção cinematográfica brasileira das décadas de 1950 e 1960.

Nascimento: 23 de junho de 1907, Santa Maria Madalena
Falecimento: 19 de julho de 2008, Rio de Janeiro
Cônjuge: Danilo Bastos (de 1943 a 1963)
Filha: Decimar
Filiação: Margarida Gonçalves e Manoel Gonçalves Costa




Carla Manso:  Em seu blog escreveu:
Meu nome é Carla Manso. Moro em Guarulhos, São Paulo. Sou uma tímida, porém ousada taurina de 25 anos. Sou mãe do Lucas, de 4 anos. Peso 95 kg e tenho 1,70 m de altura. Embora tenha feito faculdade de Rádio e TV e Técnico em Comunicação Visual, trabalho como jornalista e modelo Plus Size. Amo fotografar e ser fotografada.





Hellen Mirren, Ilyena Vasilievna Mironov, 64 anos. Atriz indicada ao Oscar por três vezes, já ganhou um; além de outros prêmios importantes como o Globo de Ouro. É casada com o diretor Taylor Hackford desde 1977. Já interpretou três rainhas da Inglaterra em diferentes filmes.
 
Helen recebeu o Óscar de Melhor Atriz em 2007 por A Rainha. A atriz recebeu uma indicação para o Globo de ouro e o Oscar 2010 por sua atuação em The Last Station




Aliaa Magda Elmahdy (1991) é uma blogueira e ciberativista egípcia. É estudante de ciência política na Universidade Americana do Cairo.

Desafiou publicamente as convenções sociais ao publicar num blog fotografias dela mesma nua, com o título de Nude Art. Definiu o ato em seu Facebook como um ato de gritos contra a violência, o racismo, o sexismo, o assédio sexual e hipocrisia

O Egito sempre foi um país conservador, onde a maioria das mulheres tapa o rosto e corpo. As fotos foram postadas em 23 de outubro de 2011 no blog e posteriormente no Twitter com a hashtag #nudephotorevolutionary.




Maddona: Atriz e Cantora norte-americana.

Madonna Louise Veronica Ciccone Ritchie, na década de 1980, revolucionou o mundo pop e escandalizou a mídia. Simplesmente com o pré-nome, Madonna, tornou-se uma das maiores estrelas da música internacional.

Nascida em uma família de origem italiana, perdeu a mãe quando tinha cincos anos, ficando ao lado de seus cinco irmãos. Seu pai se casou novamente e teve mais dois filhos. Madonna deu aulas de dança e piano e ganhou uma bolsa para a Universidade de Michigan, em Detroit.



Janis Joplin: Janis Lyn Joplin nasceu em 19 de janeiro de 1943, e até hoje é reconhecida como uma das vozes mais marcantes do blues, sob influência do rock, que já passou pelo nosso planeta. Nasceu na cidade de Port Arthur, estado do Texas, EUA.


A carreira solo de Janis Joplin foi iniciada em 1969; ficou famosa, mas tinha uma personalidade instável e dependente das drogas.

Joplin morreu em 4 de outubro de 1970, na cidade de Los Angeles, Califórnia, aos 27 anos de idade, de overdose de heroína. A cantora foi homenageada de várias formas, as cinzas de seu corpo cremado foram jogadas no Oceano Pacífico e sua vida foi contada no filme “The Roses”.

 
Thalma de Freitas: Atriz e cantora brasileira. Atuou em várias novelas e, como cantora, tem CD gravado, com canções clássicas.

Filha de músico, a atriz, canta, fazia backing vocal para o músico Zé Ricardo e apresentava-se em bares cariocas; também foi crooner da Big Band Orquestra Imperial




Scarlett Johansann: Foto roubada do celular da atriz e que caiu na internet.

Scarlett Ingrid Johansson, mas conhecida como Scarlett Johansson, é uma atriz, cantora e modelo americana de ascendência dinamarquesa; Foi casada com Ryan Reynolds.



Maitê Proença: Maitê Proença Gallo
atriz, apresentadora de televisão e escritora brasileira.


Luiza Brunet: Modelo brasileira.



Mel Lisboa: Atriz brasileira.




Desconhecida: fotografada na praia do Flamengo, Rio.


Luana Piovani: Atriz brasileira; bonita mas... perigosa.

Um comentário:

Jorge Alchera disse...

Obrigado, Professor. Abraço!